Tag Archives: RTP

Pedro Lains explica falácias das privatizações

11 Dez

” É preciso perceber alguma de coisa de economia para se perceber que a ideia de que vivemos acima das possibilidades é uma falácia. E ainda mais para se perceber que o processo de ajustamento em curso não é para mudar a economia, mas apenas para a contrair, e assim conseguir-se pagar a dívida. E ainda é preciso perceber mais para se explicar tudo isto. Todavia, é mais fácil explicar falácias, em tudo equivalentes, se nos reportarmos a decisões feitas sob esse pano de fundo. A venda da TAP serve muito bem esse propósito, a que podemos juntar a venda do BPN, da EDP, da ANA e da RTP. E que falácias são essas? Vejamos, desde o início:
1) As privatizações foram impostas pela troika: falso, na Irlanda não há privatizações;
2) As privatizações foram negociadas pelos socialistas e o actual Governo só faz o que foi decidido: falso, o Memorando já teve várias e importantes revisões; e, falso, a RTP não está em nenhuma versão do mesmo;
3) As privatizações são feitas sem olhar a interesses: falso, nas privatizações há interesses financeiros de vários milhões, por parte dos bancos intermediários, estrangeiros e portugueses; 4) As privatizações ajudam ao financiamento externo da economia: falso, a EDP conseguiu 1000 milhões de euros de um banco chinês a um preço igual ou superior ao conseguido por outras empresas portuguesas;
5) As privatizações são fundamentais para diminuir a dívida externa: falso, elas renderão apenas uma parcela diminuta do total da dívida (menos de 2%); e, falso, as empresas privatizadas prosseguem com o endividamento no exterior;
6) As privatizações são uma forma de libertar a economia do Estado: falso, mal a EDP foi privatizada, um seu conselho geral foi aumentado em seis membros do PSD (e um do PS); e, falso, desde então nada foi feito para ajustar os preços dos serviços e as taxas de rentabilidade;
7) As privatizações contribuem para a modernização da gestão empresarial do país: falso, os compradores são de países com culturas empresariais menos desenvolvidas do que a portuguesa, incluindo a China, a Colômbia ou Angola;
8) As privatizações estão a ser bem planeadas: falso, o BPN foi vendido no último dia de venda, sob pressão; e, falso, o actual comprador da TAP já faz pressão por causa do eventual menor valor da ANA, caso a TAP não seja vendida; e há dúvidas, muitas dúvidas;
9) As privatizações estão a ser feitas com toda a transparência: falso, não há nenhum órgão externo ao Governo que esteja a controlar ex-ante o processo, e todos os consultores utilizados são contratados pelo Governo.
Dito isto, há outras coisas que elas comprovam, nomeadamente, quão negativa é, politicamente, a intervenção da troika, e quanto este Governo está desinteressado na economia do país e interessado em satisfazer os interesses, directos e indirectos, dos credores, sem sequer pensar em negociar ou em fazer-lhes frente. Exageros? Parece, mas nem por isso. Talvez alguém consiga dizer o mesmo de forma menos bruta. Há alternativa? Sim, fazer as privatizações com tempo, ponderadas e à antiga europeia.”

Donos de Portugal

18 Out

Um documentário que nos transporta ao passado para explicar um pouco do presente que somos. Ou melhor, para explicar quem são alguns dos protagonistas do nosso poder económico. 45 minutos que valem a pena.

Curiosas coincidências

4 Set

Paulo Portas ficou desagradado com a situação da RTP e recusou a ideia de imposto especial sobre os subsidios no público e no privado, depois de um ano de sossegada convivência com o parceiro da coligação; Mas quando a vida corre mal, tudo ajuda. Agora, uns bons anos depois do inicio da investigação, a imprensa traz à luz que Portas foi escutado no negócio dos submarinos descobrindo-se que só falava do assunto pessoalmente e pelo telefone fixo.

Mas diz o povo e tem razão que o mal de uns é a alegria de outros. Ficamos a saber que não houve acordo para um projecto comum da revisão da lei eleitoral autárquica e , por isso, as proximas eleições autárquicas serão reguladas pela lei em vigor.

É caso para concluir: com tantos problemas há assuntos bem mais importantes a resolver entre os dois.

Organizem-se!

28 Ago



Moreira da Silva garante que futuro da RTP não está definido


Duarte Marques acusa PS de dar «mau exemplo» ao país


Não podem reunir e depois dizerem-nos o que querem fazer afinal ? Não importa quem anuncia porque ja se percebeu que o governo está concessionado!

 

Lembram-se ?

28 Ago

Com as eleições autárquicas no próximo ano, o PSD resolveu utilizar a estratégia de “encanar a perna à rã” no Sistema de Mobilidade do Mondego, votando contra a irreversibilidade da ferrovia. ” Cada dia que passa aumenta a factura que vamos ter de pagar ” afirmava Miguel Macedo há pouco mais de um ano e garantia a ferrovia como solução.

Em Maio de 2011, apesar da contestação as obras estavam em execução

Ainda em Março de 2011, João Rebelo , ex vereador de Carlos Encarnação e Administrador da Metro Mondego, garantia a continuidade da obra e o lançamento de novos concursos

Entretanto vieram as eleições e Passos Coelho compromete-se em reactivar a linha, que todos sabem tecnicamente impossivel no novo canal

Um ano e pouco depois … reina o silêncio.

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

Casa das Aranhas

Uma Voz Alternativa Islâmica em Português

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: