Arquivo | FIGUEIRA DA FOZ RSS feed for this section
Vídeo

A confiança no mundo de Socrates

28 Dez
No passado dia 19 de Dezembro, José Sócrates apresentou a sua obra ” A Confiança no Mundo”,  no Casino da Figueira da Foz. Para falar sobre o livro, que o Ex-Primeiro-Ministro  defendeu e escreveu como dissertação de Mestrado,esteve presente Miguel Sousa Tavares. Desse momento que encheu por completo o Casino da Figueira da Foz aqui ficam estes dois registos.
Pode ver mais sobre esta apresentação aqui

José Sócrates apresentou ” A Confiança no Mundo” na Figueira da Foz

23 Dez
No passado dia 19 de Dezembro, o ex-Secretário-Geral do PS e ex- Primeiro-Ministro, José Sócrates , apresentou no Casino da Figueira da Foz o seu livro ” A Confiança no Mundo”, com a presença de Miguel Sousa Tavares.
Uma sessão que encheu por completo o Salão Caffé do Casino, numa demonstração de interesse pela obra e pelos oradores, mas também uma oportunidade para muitos revelarem a enorme admiração e carinho por José Sócrates.
Apesar da época natalícia, dos eventos que decorriam pelo Distrito, da chuva e do frio, cerca de meio milhar de pessoas esteve no Casino, cativados pelo aceso debate entre Miguel Sousa Tavares e José Sócrates sobre os limites da tortura.
Em suma, uma noite em que duas personalidades carismáticas encantaram.
José Sócrates e Miguel Sousa Tavares

José Sócrates e Miguel Sousa Tavares

Vista parcial do salão do Casino da Figueira da Foz

Vista parcial do salão do Casino da Figueira da Foz

Lider Distrital da  JS , Presidente Junta Freguesia de Buarcos/S. Julião em primeiro plano

Lider Distrital da JS , Presidente Junta Freguesia de Buarcos/S. Julião em primeiro plano

Na companhia de Natalia Conde, José Nuno Paiva Carvalho e o vereador de Góis , José Rodrigues

Na companhia de Natalia Conde, José Nuno Paiva Carvalho e do vereador de Góis , José Rodrigues


A chegada de José Sócrates ao Casino da Figueira da Foz, com Ana Jorge, João Portugal e André Figueiredo ( foto Casino da Figueira da Foz)

A chegada de José Sócrates ao Casino da Figueira da Foz, com Ana Jorge, João Portugal e André Figueiredo ( foto Casino da Figueira da Foz)

Embaixador de Moçambique em Coimbra

2 Dez

No âmbito da Tertúlia do Baga, o Sr. Embaixador de Moçambique, Jacob Jeremias Nyambir e a Conselheira Comercial da Embaixada, Dra Filomena Malalane, visitaram os concelhos de Figueira da Foz e Montemor-o-Velho antes de do jantar/debate com empresários, autarcas, dirigentes locais e profissionais liberais.
Aqui fica o registo desses momentos, salientando a simpatia e disponibilidade do Sr. Embaixador e da Sra Conselheira Comercial, aproveitando para desejar as maiores felicidades a Jacob Jeremias Nyambir que brevemente regressará a Moçambique.

Recepção na Câmara Municipal da Figueira da Foz ao Embaixador de Moçambique

Recepção na Câmara Municipal da Figueira da Foz ao Embaixador de Moçambique

DR- João Ataíde, Pres. Câmara Figueira da Foz e Jacob Jeremias Nyambir, Embaixador de Moçambique

DR- João Ataíde, Pres. Câmara Figueira da Foz e Jacob Jeremias Nyambir, Embaixador de Moçambique

Embaixador de Moçambique visita a empresa Lusiaves, Figueira da Foz

Embaixador de Moçambique visita a empresa Lusiaves, Figueira da Foz

Visita a unidade agro-pecuária em Montemor-o-Velho.

Visita a unidade agro-pecuária em Montemor-o-Velho.

fotografia

Mais reportagem no Noticias de Coimbra, aqui

João Ataíde recandidato à Câmara Municipal da Figueira da Foz

24 Jul
No passado domingo, foi apresentada na Praça 8 de Maio, a (re)candidatura de João Ataíde à Câmara Municipal da Figueira da Foz,  com a presença de Álvaro Beleza e  Maria de Belém, em representação do Secretário Geral do PS, António José Seguro. Numa praça praticamente cheia, foi possível sentir a convicção de João Ataíde na vitória, num justo reconhecimento ao trabalho desenvolvido. Aqui fica a sua intervenção:
              «Caros amigos
Volvidos quatro anos de árduo e intenso labor, eis-me de novo perante vós predisposto a aceitar o desafio de liderar os destinos do nosso concelho.
Orgulho-me de ter chegado aqui e neste reencontro vos poder dizer, com a consciência tranquila, que realizámos e alcançámos muito bons resultados para a Figueira da Foz.
Desenganem-se os que pensam que foi fácil, porque não foi. É sabido, mas nunca é demais reafirmá-lo, que tivemos de gerir uma pesada herança que, em muito boa parte, condicionou todo o nosso mandato.
Em 2009, quando iniciámos funções, a Figueira da Foz tinha
– Uma dívida municipal na ordem dos 90 milhões de euros, a maior de que há memória, sendo nós o 11º concelho do país com maior endividamento;
– éramos o quinto concelho do país com menos liquidez, o nono com piores resultados económicos e o oitavo cuja divida a fornecedores era superior a metade das receitas totais.
E acima de tudo, tínhamos
– Um concelho onde a auto-estima estava muito baixa, o orgulho se encontrava ferido e o sonho de quimeras vãs habitava o nosso quotidiano.
– Nestes quatro anos, meus amigos, e quando olho para o caminho que arduamente percorremos, sinto a satisfação do dever cumprido.
– Saneamos as finanças municipais e restabelecemos a confiança aos fornecedores do município;
Quando comparamos os resultados financeiros de 2009 com os de 2012 percebemos com exactidão o muito que fizemos. Constatamos que já não estamos na lista dos 50 que têm a mais baixa liquidez, já não estamos na lista dos 50 que devem aos fornecedores mais de metade das suas receitas, já não estamos na lista dos 50 que têm maior endividamento líquido.
Estamos, isso sim, entre os 50 que possuem maior independência financeira, entre os que têm maior volume de receita cobrada, entre os que mais diminuíram o seu passivo exigível.
E sabem porquê? Porque pagamos 15 milhões da dívida que herdámos. E este honrar de compromisso, faz com que a Figueira da Foz seja o 8º concelho do país que maior volume de encargos financeiros pagou e o 12º que mais amortizou aos seus empréstimos. E estamos a falar de mais de 300 concelhos em todo o país.
Colocámos a Figueira da Foz no quadro de honra das finanças municipais. Digam-me, pois, se devemos ou não estar orgulhosos do nosso trabalho? Claro que sim, claro que sim.
Mas, meus amigos, fizemos mais:
– Pusemos a máquina camarária a funcionar de forma eficiente e capaz e com menos custos, reduzindo o funcionamento em cerca de 5 milhões de euros;
– Reestruturamos o sector das onerosas e endividadas empresas municipais, pois só a Figueira Domus era, no país, a 15ª empresa municipal com maior endividamento;
– Arrancámos com a revisão do PDM e com a elaboração da Agenda Local 21 e do Plano Estratégico e fizemos a revisão do regulamento do Plano Director resolvendo vários problemas que há muito se arrastavam e que prejudicavam muitos figueirenses.
– Resolvemos inúmeros estrangulamentos, processos difíceis e situações de grande fragilidade para o município, que hoje já ninguém fala;
– e, finalmente, fizemos obra,
Continuar a ler na Figueira na Hora
David Paredes

David Paredes

Mário Paiva

Mário Paiva

Ana Oliveira de Carvalho

Ana Oliveira de Carvalho

João Portugal com João Carronda, Fausto Loureiro e Góis Moço

João Portugal com João Carronda, Fausto Loureiro e Góis Moço

João Ataíde

João Ataíde

O mar enrola na areia

5 Abr

Confrontado com uma notícia no Diário as Beiras de ontem, sob o título “REFER suspende retirada dos carris do Ramal da Pampilhosa” onde se dá nota que o Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, Dr. João Ataíde, terá contactado com o deputado do PSD, Dr. José Manuel Canavarro, para que “ intercedesse junto da tutela para suspender a retirada dos carris do ramal da Figueira da Foz/ Pampilhosa, venho na qualidade de Coordenador dos Deputados do PS por Coimbra, dizer o seguinte:

1. Nenhum deputado do PS, foi contactado pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, quer diretamente, quer através de quaisquer representantes políticos do PS da Figueira da Foz ou da Federação Distrital do PS.
2. O autarca da Figueira da Foz, eleito pelas listas do Partido Socialista, tem legitimidade de fazer os contactos que entender por convenientes em defesa do seu município, mas tem também o dever ético de articular ou informar o partido através do qual lhe foi dada a possibilidade de se preocupar com as questões concelhias da Figueira da Foz, elegendo-o nas suas listas, particularmente quando estão em causa razões de natureza política.
3. Que tal atitude correspondeu a uma inequívoca posição de desconsideração pelos deputados e órgãos políticos do PS Coimbra, pelo que deverá fazer refletir no futuro sobre a necessidade de um posicionamento político adequado ao seu enquadramento eleitoral.
4. Os deputados do PS Coimbra estão, estiveram e estarão sempre disponíveis para defender os problemas do seu Distrito, com ou sem o envolvimento dos deputados de outros partidos políticos, como sempre temos feito sem olhar às simpatias que cada um possa ter.

Imagem do dia

29 Jan
Praia da Leirosa - Figueira da Foz

Praia da Leirosa – Figueira da Foz

Mar Salgado

Ó mar salgado, quanto do teu sal
são lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos,quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso,ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa em ” Mar Português

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: