À espera da Europa

1 Abr

024

Há pouco mais de três meses estive no Chipre, numa reunião das Comissões Parlamentares de Seguranca Social e Trabalho, no âmbito da Presidência da União Europeia que aquela pequena ilha do Mediterrâneo exerceu no segundo semestre de 2012.
Durante aquela curtíssima estadia, pude perceber as preocupações que já na altura assaltavam os cipriotas com a crise das dividas soberanas, particularmente com as consequências que o resgate grego poderiam ter na sua economia,praticamente dependente das condições especiais do seu sector bancário.
Sentia-se no ar esse risco, e adivinhava-se a contestação que poderia criar se as medidas a aplicar ao Chipre fossem violentas, porque os cipriotas sentiam que aquela não era uma divida deles mas o resultado da divida dos outros. Mas tinham noção de que não se livrariam da intervenção externa até porque já estavam a sofrer o efeito de algumas medidas de correção do défice que o governo tinha aplicado.
Mais uma vez temos de concluir que a ausência de uma estratégia europeia em assumir uma coordenação fiscal e do BCE recusar assumir o seu papel de banco central e de combate aos paraísos fiscais está a destruir o sonho europeu.
A Europa é hoje um pesadelo para os países do Sul, transformados em plataformas de experiências dos países do norte.
Começo a dar razão a um deputado grego com quem me cruzei no Chipre e que me perguntava:” e se nós criássemos uma Europa dos Países do Sul que seria da Europa dos Países do Norte?” Talvez fosse mais fácil perceberem que somos todos Europa, pensei eu.

Nas Beiras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

Casa das Aranhas

A Verdade vem Sempre ao de Cima

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: