Um falhanço colossal

26 Mar
" Seria bem-vindo um orçamento comunitário expansionista para os próximos sete anos "No Público, 25.03.13

” Seria bem-vindo um orçamento comunitário expansionista para os próximos sete anos “
No Público, 25.03.13

2 Respostas to “Um falhanço colossal”

  1. António Campos Abril 2, 2013 às 9:39 pm #

    Pois. É uma pena que este artigo seja um plágio colossal de um artigo do Paul Krugman, publicado no New York Times de 6 de Janeiro. Lamentável.

    http://www.nytimes.com/2013/01/07/opinion/krugman-the-big-fail.html?_r=0

  2. Maria Fernandes Abril 4, 2013 às 5:40 am #

    Muito embora esse este artigo tenha sido muito inspirado no artigo de Krugman, bem como noutros artigos certo é que não se trata de nenhum plagio.

    É natural que seguindo, Domingos Ferreira, uma determinada linha ideológica utilize muito desses argumentos. Muitos deles sobejamente utilizados quer na literatura quer até nos media da especialidade.

    Contudo Krugman estará também certamente a plagiar Keynes.
    O paragrafo que refere “a economia da familia que não é semelhante à de um estado” está exactamente escrito da mesma forma no livro de “Maynards Keynes e Hayek o confronto que definiu a economia moderna” ediçoes D. Quixote nas paginas 46, 55, 128 e outras.

    Bem como, no livro de keynes “teoria geral do emprego, do juro e do dinheiro”. Esta expressão que krugman utiliza foi também muito utilizada por Keynes nas sessões radiofónicas da BBC na década de 1920 e sobejamente inscritas nos jornais da época. Como o poderá confírmar pelo livro acima referido. Só quem não está dentro desta matéria é que não sabe. Por isso deduzo que o Sr. Krugman também ande a plagiar Keynes pois utiliza as mesmas figuras de estilo e expressões linhas de raciocino sem na maior parte das vezes referir Keynes ou algum dos seus discípulos.
    O proprio domingos referiu-se muito antes noutros artigos anteriores e publicados no Publico

    Quanto ao Paper do Sr. Blanchard esta no texto de Krugman, contudo, o prprio domingos Ferreira já se tinha refeirod a ele em crocnicas anteriores a 6 de Janeiro ele está disponivel online quer no site do FMI, quer AEA, quer em várias bases e de dados da especialidade. e foi comentado nas academias.

    O facto de o referir nao parece que venha mal ao mundo. Outros jornalista e académicos o fizeram e não tiveram que referir que leram no artigo do Dr. Krugman. Identificoo o autor é quanto baste ( para mim que não sou jornalista).

    Quanto ao choque ou estimulo financeiro (às descidas das taxas de juros aumento da massa monetaria etc): não tem conta as vezes que domingos ferreira comentou profundamenteem textos meus anteriores. por isso se calhar andam-se a palgiar uns aos outros

    E, já agora o restante texto sobre o orçamento comunitário expansionista também foi tirado de Krugman? sobre o a ignorância do “triunfo do porcos, etc? sobre as ideias que ele lançA sobre a solução à crise na UE? foram também tiradas de Krugman?

    E então sobre as afirmações e expressões pertencentes a keynes, que kugman menciona em grande parte do seus artigos sem sem sequer referir que as mesmas pertencem a Keynes?
    porque não fala este senhor disto? Eu percebo que domingos ferreira começa a tornar-me incomodo para muita gente e por isso interessa a calar.
    Não me parece que referir argumentos que são um pouco um lugar comum e são utilizados por qualquer aluno de economia do primeiro ano e referido por todos os que comungam essa mesma linha de politica econmia faça das pessoas plagiadores. É normal que as pessoas se repitam quando tem os mesmos ideais e mesmas linhas de pensamento. Mais a mais quando se trata de linhas de raciocínios que permitam a a fácil memorização.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

Casa das Aranhas

A Verdade vem Sempre ao de Cima

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: