Em defesa das acessibilidades ao interior

26 Mar
Reunião na Câmara Municipal de Oliveira de Hospital

Reunião na Câmara Municipal de Oliveira de Hospital

 

Reunião na Câmara Municipal de Tábua

Reunião na Câmara Municipal de Tábua

 

Reunião na Câmara Municipal de Arganil

Reunião na Câmara Municipal de Arganil

 

Conferência de Imprensa

Conferência de Imprensa

Oliveira do Hospital, 25 mar (Lusa) – O PS defendeu hoje a conclusão do IC6, cuja construção foi interrompida há dois anos, em Tábua, após o Governo ter anunciado um investimento de 5.000 milhões de euros para obras públicas.
“Que esta região esteja na linha da frente dos investimentos”, disse à agência Lusa o deputado socialista Paulo Campos, antigo secretário de Estado das Obras Públicas.
O parlamentar, natural de Oliveira do Hospital, integrou uma delegação de deputados da Assembleia da República que se reuniu hoje com autarcas da Beira Serra, para debater a questão das acessibilidades na região, incluindo o IC6.
“Exigimos que seja feita justiça” e que o Governo realize “uma parte desses investimentos” na região, “rentabilizando o esforço que o Estado já fez”, designadamente em estudos que visam prosseguir as obras deste itinerário complementar.
Paulo Campos e outros deputados socialistas – Mário Ruivo, João Portugal e André Figueiredo – estão a visitar, hoje, os concelhos de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil, para discutir o problema com os presidentes das três câmaras do distrito de Coimbra, a que deverá seguir-se na próxima semana o município de Seia, distrito da Guarda, tendo o grupo parlamentar do PS solicitado idêntica reunião à Câmara de Gouveia.
“Já que o Governo anunciou 5.000 milhões de euros para construção, está na hora da Beira Serra”, sublinhou.
A prossecução do IC6 deve ser retomada, preconizou Paulo Campos, recordando que o empreendimento está parado há mais de dois anos, no âmbito da aprovação do Orçamento do Estado para 2011, quando o PSD, então na oposição, exigiu a suspensão de determinadas obras públicas, incluindo aquele projeto.
“A velha estrada nacional 17”, conhecida por estrada da Beira, ligando Coimbra à Guarda, “ainda foi feita no tempo da monarquia”, disse o deputado, ao insistir na necessidade de serem efetuados novos investimentos na área das acessibilidades da região.
Segundo o presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, independente eleito pelo PS, importa “criar uma dinâmica de reivindicação” para concluir as obras do IC6.
“Todas as forças políticas devem unir-se” em torno de um objetivo que cabe também às autarquias da Beira Serra, adiantou.
José Carlos Alexandrino disse que Oliveira do Hospital e concelhos limítrofes vão organizar, ainda este ano, umas “Jornadas sobre acessibilidades”, além de promoverem uma petição pública pela conclusão do IC6.
Em julho, o PSD de Oliveira do Hospital organizou uma “Marcha pelo IC6”, procurando “sensibilizar o Governo” para a necessidade de retomar as obras do itinerário complementar.

CSS // SSS
Lusa/Fim

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

Casa das Aranhas

A Verdade vem Sempre ao de Cima

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: