Acordai

11 Mar

O “Público” tem hoje uma entrevista, bem conduzida aliás, com o passado, com o director dos Fundos Europeus de Estabilidade Financeira, mas o Financial Times explica como é o futuro. Não é fácil de perceber, mas tentemos.
O passado, que dura há uns meses e tem tido bons efeitos, é a bazooka do BCE que diz que este faz tudo para salvar o euro, bastando para tal que os salvados aceitem a “condicionalidade”, código para austeridade. Isso está a acabar, porque Espanha já não aceita mais austeridade, Itália é o que se vê com as últimas eleições, e França também não fará mais do que umas décimas da dita, para enganar alemão. E qual a alternativa? (…) Só mais três coisas, que isto já vai complicado. A primeira é que o Estado irlandês já pôs em marcha este mecanismo para se ver reembolsado do dinheiro com que salvou um banco, na ordem de alguns milhares de milhões de euros. A segunda, é que um dos amigos da Alemanha está à frente de um dos países que mais precisa desse mecanismo e nada irá fazer de mote próprio. Mais uma vez, as dúvidas não são se esse amigo da Alemanha tem de sair ou não, mas quando isso acontecerá. A terceira é que o Banco de Portugal não vai ficar com muito tempo para escrever prefácios.’ em Pedro Lains

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: