A propósito do Serviço de Ortopedia Pediátrica de Coimbra

18 Fev

Para a próxima quarta-feira, dia 20 de Fevereiro, está marcada a audição dos Serviços de Ortopedia Infantil do CHUC, na Comissão Parlamentar de Saúde, para se perceber as alterações que a sua integração nos Serviços de Ortopedia do CHUC podem trazer à qualidade e funcionamento daqueles serviços .
Tal alteração ocorreu com o recém-publicado Regulamento Interno do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, EPE, onde se omitiu o nome do Serviço de Ortopedia Pediátrica do CHUC, EPE na listagem dos seus ‘Serviços de Acção Médica’.
A extinção de um Serviço como aquele, altamente diferenciado e que recebe doentes complexos de todo o país, poderá colocar, obviamente, em causa a qualidade da prestação de cuidados às crianças e adolescentes portuguesas com problemas músculo-esqueléticos, num serviço de reconhecida qualidade e competência e que ultrapassa em muito as fronteiras da Região Centro.
O Serviço de Ortopedia do Hospital Pediátrico foi criado em 1995 por Despacho da Direcção Geral de Saúde, que reconheceu a especificidade e diferenciação técnica alcançadas na área da Ortopedia Pediátrica. Esta situação permitiu o crescimento e desenvolvimento progressivo do Serviço, à semelhança de todos os Serviços de Ortopedia Pediátrica que são referências a nível internacional. O Serviço é hoje uma referência nacional e internacional em áreas de excelência (tumores, escolioses, pé boto). Eliminar ou diluir esse Serviço num Serviço de Ortopedia Geral poderá representar um retrocesso de décadas para a Ortopedia Pediátrica e para a Saúde das crianças.
A confirmar-se a decisão da administração do CHUC de acabar com aquele Serviço teremos de entender as razões que estão na base dessa decisão. O facto de não haver especialidade de Ortopedia Pediátrica na Ordem dos Médicos não pode constituir um motivo em si mesmo : nunca houve e o serviço funciona há muito tempo.
A excepcional qualidade reconhecida ao Serviço de Ortopedia Pediátrica do Hospital Pediátrico de Coimbra foi tornada possível por se reunirem 4 factores fundamentais: competência técnica, dedicação exclusiva do Quadro Médico, experiência acumulada e autonomia na sua direcção e organização. O Serviço de Ortopedia Pediátrica faz parte do património de excelência assistencial e formativa acumulado pelo Hospital Pediátrico de Coimbra.
Na qualidade de membro dessa Comissão Parlamentar de Saúde estarei presente nessa audição. Se não ficar esclarecido, colocarei à consideração da Comissão Parlamentar de Saude a possibilidade de serem convocados todos os que estiveram na base daquela decisão, para que fiquem claras as razoes desta alteração , incluindo o facto de ser o único serviço clinico do Hospital Pediatrico de Coimbra que aparentemente é extinto com a integração deste Hospital no Centro Hospitalar da Universidade de Coimbra.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

Casa das Aranhas

A Verdade vem Sempre ao de Cima

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: