A propósito de uma candidatura

16 Fev

O recente processo de designação de candidato à Câmara Municipal da Figueira da Foz, bem como a aprovação dos primeiros três nomes que integrarão a lista candidata ao executivo camarário, correspondeu a uma oportunidade única para se encerrar polémicas e se afastarem dúvidas sobre a unidade do Partido Socialista em torno da candidatura de João Ataíde, e do PS da Figueira, e se iniciar o processo, tantas vezes complexo, de construção do programa para o próximo mandato e da equipa que os acompanhará.

Durante muitos meses assistimos a intervenções e a comentários vários que foram lançando suspeições, desconfianças e até posições mais radicais de veto deste ou daquele, por este ou por aqueles, pelo que a recente decisão da Comissão Politica constituiu um ato clarificador sobre o grau de envolvimento e de empenhamento do Presidente da Concelhia do PS e da sua Comissão Politica no afastamento desses comportamentos.

No final dessa Comissão Politica Concelhia do PS ficou claro o apoio inequívoco à recandidatura de João Ataíde à Câmara Municipal da Figueira da Foz. Dessa reunião do Partido Socialista saiu também aprovado o núcleo base para a construção de uma equipa vencedora, repetindo-se os dois primeiros elementos do atual executivo, Carlos Monteiro e Isabel Cardoso, e integrando no final dessa lista o presidente da Concelhia da Figueira da Foz.

Para os que duvidavam que fosse possível manter a equipa e reforçar-se a relação de equilíbrio entre a sociedade civil e o Partido Socialista, sobre o qual recai a responsabilidade última das candidaturas ao executivo autárquico às freguesias e à Assembleia Municipal, podemos hoje dizer que se enganou.

O tempo é de se construir a unidade, aceitar-se a competência que incumbe a cada um e a cada estrutura neste processo, ultrapassarem-se divergências e aceitarmos que a história se constrói com integração e diálogo, construindo-se consensos, como ainda recentemente tivemos oportunidade de observar entre António José Seguro e António Costa, e que mereceu o elogio e aplauso geral.

Se não for esse o caminho, se continuarmos a seguir o caminho da polémica e da discussão do que não é relevante, estaremos a abrir a vala onde se irá enterrar a esperança de todos aqueles que desejam ver João Ataíde e o PS a liderar o executivo figueirense.

E depois o coveiro que o diga quantas vezes se apoiou na enxada…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

Casa das Aranhas

A Verdade vem Sempre ao de Cima

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: