Uma triste história

5 Fev

Como qualquer cidadão atento à politica nacional, mas particularmente como militante socialista, tenho seguido com atenção tudo o que se tem escrito e falado sobre a ” agitação interna” no PS. Já concordei com o que ouvi e li, já discordei e até já fui obrigado a reflectir mais profundamente sobre algumas análises e projecções futuras.

Tudo isso sem prescindir de ter opinião sobre a matéria em debate, obviamente. Mas também entendo não ser o momento para discorrer sobre ela até porque agora é tempo de discutir um projecto estratégico para o partido e se tentar construir a unidade, num debate curioso entre os que assumem a existência de divergências e os que aceitam existir um partido dividido. Mas essas são contas de outro rosário e quero mesmo acreditar que se vai conseguir meter o Rossio na Betesga.

Mas vem tudo isto a propósito de um artigo de opinião cuja presciência sobre o PS e alguns dos seus mais notáveis militantes é de tal forma imaginativa que só o consigo entender enquadrado num qualquer argumento novelesco.

É que não está ao alcance da grande maioria dos analistas políticos conseguir juntar “viúvas”, “setores maçónicos”, conspirações, perfídia, manifestações ” pelo cão Zico e contra a existência de canis e gatis municipais” e “missas” para explicar que Sócrates empurrou Costa para empurrar Seguro e dessa forma também evitar que Guterres pudesse ser  candidato presidencial.

Como diria Maquiavel ” As injúrias devem ser feitas todas de uma só vez, a fim de que, saboreando-as menos, ofendam menos “

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

Casa das Aranhas

A Verdade vem Sempre ao de Cima

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: