Portugal procura democracia para relacionamento sério

5 Fev

PAULO-VALERIO-300x168

Paulo Valério nas Beiras :

‘ Nos próximos tempos, seremos chamados a escolher. Nas autárquicas, entre Machado e Barbosa de Melo. No PS, entre Costa e Seguro. Em legislativas, talvez, entre um destes últimos e Passos Coelho. Escolheremos, pois, como sempre, para, no dia seguinte, seja qual for o resultado, voltarmos ao desalento do costume. Há décadas que é assim, primária e imatura, a nossa relação com a democracia.

O eleitor português está para a democracia, como o Zé Zé Camarinha está para as inglesas de Albufeira. Vivemos uma espécie de “Camarinhocracia”. Tudo se resume a meter, o mais depressa possível, o voto dentro da urna. Depois, a insatisfação e ansiedade próprias de quem não tem qualquer capacidade para lidar com um verdadeiro compromisso.

Em geral, quando escolhemos, tendemos a achar que o nosso candidato, consumada a eleição, acorda penteado, sem olheiras e a cheirar a sensodyne. Ou por outra, não queremos saber disso para nada. No fundo, esperamos que não nos incomode durante, pelo menos, uns quatro anos, altura em que talvez nos disponhamos a voltar a introduzir o dito cujo, na urna.

Talvez o Zé Zé Camarinha pudesse ser hoje um pacato chefe de família, com um rancho de miúdos loiros a puxar-lhe as calças, à sombra de uma alfarrobeira. E talvez todos nós pudéssemos hoje conviver melhor com a política, com o país e connosco próprios, se tivéssemos sabido manter com a democracia uma relação adulta, comprometida e, porque não dizê-lo, apaixonada.

Assim, vai-nos calhando quem, na verdade, tem pouco mais do que umas cambalhotas na areia para oferecer.

Ao fim de 38 anos, a adolescência democrática de Portugal ultrapassou todos os limites. É preciso construir uma relação madura com a política, participando, de facto, e resistindo a escolher candidatos em função de instintos básicos. Neste contexto, gosto de acreditar que Portugal é um jovem trintão vivido, mas de bons costumes, ainda a tempo de encontrar uma democracia educada e carinhosa, disponível para relacionamento sério.’

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

Casa das Aranhas

A Verdade vem Sempre ao de Cima

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: