Mega revolta

31 Jan

 

Esta semana, desloquei-me a Oliveira de Hospital para tentar perceber a revolta sentida pelo Presidente daquele Município contra a posição da Direcção Regional de Educação do Centro, na implementação ali de um mega agrupamento.

Tinha lido as declarações de José Carlos Alexandrino e sentia- se no seu conteúdo um sentimento de revolta pela forma como o processo tinha decorrido, colocando até, a possibilidade de recurso a todos os meios jurídicos ao seu dispor .

Quando fomos recebidos pela Presidente do primeiro agrupamento de escolas que visitei, e foram quatro as escolas onde estive, percebi logo a essência de todo o protesto . Ele tinha em si a reprovação do engano.

E com razão . Senão vejamos. Há uns meses,  a Directora Regional de Educação do Centro ( entretanto extinta) articulou com o Município e com os agentes educativos a criação de dois agrupamentos escolares no concelho de Oliveira de Hospital,  envolvendo a comunidade escolar num pacifico consenso. Mas, de repente, sabem pela comunicação social que afinal a Direcção Regional, no seu estertor, em vez de dois agrupamentos tinha criado apenas um mega agrupamento . Pensaram ser engano,  mas rapidamente perceberam que essa era a realidade que  materializava uma falsa negociação quando, horas depois de terem lido a imprensa, receberam uma comunicação da Directora Regional da extinta Educação .

Porque ela não obedeceu às regras que deveriam ter os compromissos entre responsáveis que têm de dar resposta às múltiplas questões que pais, docentes, alunos e funcionários querem saber; Porque ela viola uma das principais conquistas do regime democrático, a de uma Educação de qualidade para todos e porque a falta de frontalidade e rigor deixa uma comunidade educativa defraudada .

Poderia não ser fácil, poderia até necessitar de um período de reflexão , mas nunca uma decisão que se pretendia num sentido poderia ter sido trabalhada em sentido diverso.

Esteve mal a Sra. Directora Regional na forma como conduziu todo este processo. Esteve bem o Presidente da Câmara na sua revolta. Encontrar-se-ão por certo no futuro. E ai facilmente se percebera quem defendeu os interesses do concelho.

Nas Beiras

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

Casa das Aranhas

A Verdade vem Sempre ao de Cima

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: