Manuel Porto

11 Out

Há momentos inexplicáveis na política.
O Presidente da Assembleia Municipal de Coimbra, Dr. Manuel Porto que muito prezo, decidiu em má hora assumir a liderança da Unidade Técnica da Reforma Administrativa, que como se sabe, terá a função de decidir sobre essa reforma das autarquias, tendo na base critérios definidos na lei.
Ora, apesar de acumular essas duas funções, e sabendo que lhe caberá em última análise a redução do número de freguesias pelo cargo que ocupa naquela Unidade Técnica, na última reunião da Assembleia Municipal mostrou-se solidário com a decisão daquele plenário de não se pronunciar sobre qualquer proposta de redução ou agregação de freguesias, para depois vir dizer que aquela Unidade, a que preside, deverá reduzir 13 juntas de freguesia no Concelho de Coimbra.
E é aqui que tudo é confuso. Se tinha essa convicção, e entendia que até poderia conseguir uma redução de apenas 9 juntas em vez das tais 13, porque não colocou à votação da Assembleia Municipal uma proposta concordante com o que vai decidir como líder da Unidade Técnica ?
Estar solidário com a recusa em proceder a qualquer redução ficou-lhe bem, e merece a minha concordância.
Mas estar de acordo em público para depois em privado efectuar os cortes que não teve coragem de propor à Assembleia, parece-me muito mal.
No mínimo, demitia-se de um dos cargos que ocupa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

Casa das Aranhas

A Verdade vem Sempre ao de Cima

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: