Porque temos memória

26 Ago

“A receita fiscal do Estado caiu 3,5 por cento entre janeiro e julho deste ano, quando comparada com o mesmo período de 2011, de acordo com os dados revelados esta quinta-feira no Boletim de Execução Orçamental da Direção-Geral do Orçamento. Só em impostos indiretos a quebra foi de 4,7 por cento. São números que comprometem a meta de 4,5 por cento para o défice negociada com a troika e que abrem a porta a medidas adicionais de consolidação ainda este ano. Os credores internacionais deverão ter uma palavra a dizer na próxima avaliação e a suavização das metas é uma hipótese, apesar da negativa do Executivo.” Paulo Alexandre Amaral , RTP, 23 de Agosto de 2012

Comparemos com a execução orcamental em 20 de Maio de 2011

Anúncios

2 Respostas to “Porque temos memória”

  1. gustavossilva Agosto 26, 2012 às 1:53 am #

    Que bicharada que estamos entregues…

  2. gustavossilva Agosto 26, 2012 às 1:58 am #

    Reblogged this on waystolookatthis.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Financiamento Internacional

oportunidades e recursos

Praça do Bocage

Conversa sobre o que nos dá na real gana…

almôndega

narrativas, cebolas e molho vermelho

Recordar, Repetir e Elaborar

O de sempre, só que de novo.

Pra Fora

Depositário do que eu vejo por aí

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

Palavras ao Poste

A OPINIÃO (QUASE) CERTEIRA

%d bloggers like this: